lidar melhor com as emoções, gerenciar emoções, autoconhecimento, bem estar, lidar com o emocional, gerenciar emocional

Olhe para o seu interior, são suas emoções.

Tenho caminhado ultimamente numa seara mais profunda, colocando muito foco em perceber minhas emoções e trabalhar para gerenciá-las cada vez mais e melhor. Acho que gerenciar não é a palavra…Entender, viver e dissipar é mais preciso.
Toda emoção que nasce é um produto nosso. Por mais que pensemos e atribuamos a causa estando fora de nós mesmos, a origem continua sendo interna. Eu não posso jogar a responsabilidade de um mal estar em mim, no outro. Muito menos culpá-lo. Isso não me ajudará a lidar melhor com as emoções.
 Quando alguma pessoa ou situação provoca em mim uma determinada emoção, e aí falemos de emoções que nos causam mal estar, porque as que causam bem estar não nos incomodam obviamente, e nem provocam reações que não gostamos ou que prejudicam o outro – esta emoção não tem nada a ver com o outro. É minha. É a minha visão de mundo, os meus filtros, minha interpretação que a provocou, o resto são só elementos do contexto.
Sendo assim, não faz o mínimo sentido eu dizer que “aquela me pessoa me irrita”, ou “estou assim, porque ele agiu de tal forma”, etc. Percebe? Qual o segredo para começar a lidar melhor com as emoções então?
Se eu coloco as coisas nesse patamar, torna-se muito mais simples olhar para a emoção e dizer: “cara, não viaja. É apenas produto da sua interpretação…disso, daquilo, daquilo outro…” E então, eu me permito sentí-la, e deixar com que se vá, da mesma maneira que veio. Entender, sentir e dissipar.
E quando eu paro de culpar o outro ou a situação, parece até que a emoção perde um pouco do peso, porque ao perceber que eu sou a única responsável, vou ainda mais fundo. Percebo que querer me colocar de vítima (porque é isso que fazemos quando colocamos a culpa no outro, assim como quando enfatizamos demais as NOSSAS emoções) é mais uma armadilha de um ego hipertrofiado.
E isso não me interessa em nada. Só me atrapalha. Só me engana. Só me impede de evoluir e de ter um relacionamento mais verdadeiro, transparente e espontâneo com o outro, independente de quem seja.
Se quiser “gerenciar” melhor às emoções, treine isso. Se colocarmos a ‘culpa’ no outro como sendo o responsável pela nossa emoção, tendemos a descontar no outro, o que se reflete em ações indesejadas, ou se não em ações, pelo menos em sentimentos que nos causam ainda mais mal estar.
Olhando pelo outro prisma, como eu sendo a origem do que sinto, não existe necessidade de descontar no outro, portanto, os comportamentos podem ser outros, de uma forma muito mais fluida, mais viva, mais natural. Sacou?
Vai ficar mais fácil lidar melhor com as emoções. Com as suas emoções. Que nascem e morrem em você.

Baixe o GUIA DEFINITIVO DE MEDITAÇÃO

e encontre o método perfeito para você, SEM

que você precise sair de casa ou ter muito

tempo para praticar (apenas 7 minutos por dia!)

meditação, como meditar, mais concentração, mais foco, mais produtividade, como aprender a meditar, onde meditar

Faça a sua escolha e inclua a meditação de vez em sua vida!

Compartilhe Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on StumbleUponEmail this to someone